Vencer a injustiça não é impossível

Tinha a intenção de escrever este post ontem à noite mas tive medo que a cabeça ainda quente me levasse a escrever algo irracional. Este vai ser claramente um post mais pessoal do que o normal uma vez que fala de algo que eu vivi e não de algo que aconteceu por aí.

Toda a gente sabe que honestidade e sinceridade são valores humanos considerados correctos. Já o egoísmo e a parcialidade são considerados incorrectos. Agora vamos aplicar todos estes conceitos ao mesmo ser humano para este os meter todos em prática num curtíssimo espaço de tempo. Como podem imaginar isso dá nada mais nada menos do que um ser oportunista e interesseiro que apenas usa os bons valores para se desculpar das más acções que praticou segundos antes que lhe permitiram atingir os seus objectivos. Têm dúvidas disto? Vamos ver exemplos então.

Se um jogador durante um jogo agride um jogador da equipa adversária com toda a intencionalidade em que só os árbitros é que fingiram que não viram para que é que segundos depois vai ter com o jogador que agrediu para pedir desculpa? Se um árbitro faz uma exibição claramente favorável a uma das equipas para que é que no final do jogo se vira para elementos da outra equipa e diz “Desculpem lá qualquer coisinha”?
Neste segundo caso até admitiu que fez asneira mas de que serve pedir desculpa? Esta é uma daquelas situações em que as desculpas não se pedem, evitam-se e para as evitar é preciso ter uma boa prestação na função que se desempenha.

Situações destas só têm uma maneira de serem ultrapassadas, a união e a força de vontade de um individuo ou de um colectivo. Foi isso que aconteceu ontem à noite num campo de futebol que fica em território português. Um grupo que lutou contra a injustiça provocada por certos indivíduos que ou por iniciativa própria ou porque se deixaram pressionar pelo adversário desse grupo adulteraram o resultado final. Esse grupo perdeu a batalha por muito pouco. Mas esse grupo saiu de cabeça levantada porque lutou com todas as forças que tinha e consciente de que se não fossem forças exteriores ninguém o conseguiria parar. Não desmotivou mas ficou ainda mais motivado para futuros acontecimentos e é assim que se dá a volta por cima, a força e o querer, a confiança e o empenho sempre presentes. Ontem foi apenas um aviso injustiça! Para a próxima, o grupo vai levar a melhor, eu tenho a certeza disso e eles também.

É assim que funciona a QTA e como o Joca diz aqui, “mais do que uma equipa de futebol é uma equipa de amigos em que todos remam para o mesmo lado”. Se entramos para um torneio onde o objectivo é jogar futebol então vamos para jogar futebol e não para estragar o espectáculo. Quando se fala num grupo de amigos é mesmo um grupo de amigos que se sacrificam uns pelos outros, e é aqui que eu também quero fazer os meus agradecimentos. Não preciso de nomes, eles sabem quem são.
Quero agradecer a quem me convidou para a equipa, ao plantel, ao staff técnico e aos adeptos. Agradecer as actividades extra que implicam o convívio que por sua vez aumenta o espírito de grupo. Agradeço ainda aqueles que tiveram poucos minutos de jogo e abdicaram dos muitos mais que podiam reclamar por direito para que eu jogasse praticamente o torneio todo, espero não ter desiludido. Aprendi muito estes dias e sinto que também cresci não só a nível do futebol mas como pessoa. Obrigado!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Crónica. ligação permanente.

Uma resposta a Vencer a injustiça não é impossível

  1. Passou-se assim. Para o ano há mais, se calhar de forma diferente. O grupo, esse, vai-se manter igual. É também com estas situações que aprendemos, que crescemos e que ficamos mais fortes. E portanto, até nisso, saímos a ganhar! Obrigado Renato pelo teu grande contributo. Um abraço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s