O Futebol Português

Já falta menos de um mês para a final da Liga Europa em Dublin. Assegurado está que iremos ter duas equipas portuguesas numa final de uma competição europeia. Melhor dizendo, aparentemente portuguesas!

Se olharmos com atenção para os plantéis de Benfica, Braga e Porto rapidamente percebemos que são três equipas claramente sul-americanas, de portuguesas têm muito pouco. Por outro lado, na parte do staff técnico temos três treinadores portugueses que até são de gerações diferentes por isso não podemos dizer que foi uma boa geração que apareceu por acaso. Esta é a situação actual dos principais clubes portugueses.
Vamos analisar a selecção nacional portuguesa. Não é mentira nenhuma que está bem apetrechada de grandes talentos. Uns que ainda se mantêm pelo futebol português, outros que hoje em dia já são as estrelas dos colossos europeus. Não foi por acaso que ganhamos 4-0 à selecção campeã do mundo há uns meses atrás. Só não foi mais porque o árbitro não deixou.

Agora pergunto-me a mim mesmo, para quê continuar com esta mentalidade estúpida e irresponsável que diz que o que vem de fora é que é bom? Passo a explicar. Todos os anos, Benfica, Porto e Sporting gastam milhões a contratar futebolistas estrangeiros. Para quê? Porque é que vamos lá fora sem procurar em Portugal primeiro? O que não falta cá é gente com talento e gosto pelo futebol. Não quero com isto dizer que é errado a procura internacional. Há sem dúvida jogadores fora de série lá fora que quando vêm jogar para o nosso campeonato só o enriquecem. Mas a verdade é que a maioria dos que vêm provavelmente arranjamos melhor ou tão bons como eles cá dentro.

O pior de tudo é que isto deixa consequências graves. Olhem para o Sporting! Onde é que vai parar este grande que já não tem dinheiro para investir? E estamos a falar de um clube que até lucrou uns bons milhões com jogadores das suas camadas jovens nos últimos anos, senão onde é que este clube já não andava.

Viremos então as atenções para a liga orangina e divisões inferiores. Há pelo menos nestes campeonatos uma forte aposta dos clubes nas suas camadas jovens? Não! Para não variar. O que há é uma cópia do que fazem os grandes portugueses, passa-se a pré época a contratar jogadores de tudo o que é clube vizinho. Chamaria-lhe mesmo mercado internacional das pequenas equipas portuguesas.

Numa altura em que se diz que estamos em crise as consequências para o futebol português vão continuar a ser as mesmas dos últimos anos mas ainda mais agravadas. Iremos ter mais clubes a falirem, a falhar no pagamento dos salários e a enterrarem-se financeiramente e vamos continuar a projectar para o futebol internacional 1/3 dos jogadores portugueses que poderíamos projectar porque 90% dos miúdos quando chegam ao escalão sénior já não servem para o clube que representam. Muitos possuidores de grande talento e com boa margem de progressão.

Vou concluir reafirmando o que disse. Não sou contra a aquisição de estrangeiros, alguns fazem muita falta no nosso campeonato. Contudo, é preciso potencializar o futebol português, apostar de uma maneira muito mais forte nos nossos jogadores e só depois procurar lá fora caso seja necessário. Assim teríamos muitos mais portugueses no futebol mundial e uma selecção nacional muito mais rica. Em alguns casos diz-se “O que é nacional é bom!”. O futebol é um deles. Tenho dito!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Desporto, Futebol com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s